Reencarnação na Bíblia

Após a morte de Kardec, ganhou força crença que a reencarnação existiu na igreja primitiva e foi maldosamente suprimida da Bíblia pela seita que venceu no Concílio de Niceia ou pelo imperador Justiniano no Concílio de Constantinopla. León Denis, em Cristianismo e Espiritismo, dedica todo um capítulo a especular sobre a incerteza dos escritos evangélicos e que ensinamentos teriam sido perdidos nesse meio tempo. É um tanto “chover no molhado”, pois já consenso que os evangelhos não são obras de valor histórico, mas matéria de fé das comunidades que os preservaram. Também é criticável até certo ponto a incerteza, pois sobraram mais fragmentos antigos da mitologia cristã que de textos de certos autores famosos da Antiguidade, hoje totalmente perdidos. A postura de Denis ainda esconde mais uma dificuldade: se não se tem rigor a respeito do que está escrito, então pra que discutir? Não será possível afirmar nada sobre reencarnação ou ressurreição. O único exemplo concreto que ele dá (nota complementar num. 3 a respeito de I Jo 5, 7). Já não consta em edições recentes e está devidamente comentado na Bíblia de Jerusalém.

Será feita, então, uma análise criteriosa da realidade em que Jesus e os primeiros cristãos viveram e nas distorções feitas por espiritualistas para conseguir encaixar o passado dentro de suas convicções.

  1. Marcio
    23 de maio de 2016 às 20:14

    com certeza reencarnação é uma realidade e uma prova da bondade divina! se existe Deus, existe reencarnação.

  2. REINALDO LUIZ WEIGERT
    5 de abril de 2016 às 15:00

    Quem estiver interessado em conhecer a verdade que use a lógica!!! O universo é lógico e foi criado por Deus!!! Portanto, Deus é lógico!!! Somos como “criancinhas” comparados a inteligência de nosso Deus criador!!! Será que Deus julgaria suas “criancinhas” por poucos anos passados nestas terra e as mandaria para o inferno, se não fossem boas, por toda a eternidade sem que tivessem outra chance de se melhorar??? Onde está a lógica??? Nosso Deus não é vingador!!! É sim Pai eterno e compreende nossos tropeços durante o nosso aprendizado e nos dá novas oportunidades!!! Isso é lógica!!! Outra pergunta que faço é a seguinte: Se você já souber antes que o seu filho nasça que ele está destinado ao inferno eterno você teria este filho??? Ora, Deus tudo sabe e não criaria ninguém se já soubesse que estava destinado ao inferno!!! Não temos um Deus que se compraz com o sofrimento!!! Não há lógica acreditarmos no contrário. Portanto, Deus nos criou para que possamos estar com ele um dia e que mereçamos isso. Para tanto necessitamos trabalhar para a nossa evolução pois nada que vem de graça tem o devido valor!!! Com relação à Bíblia ela realmente traz a palavra de Deus!!! Mas irmãos, se ela não fosse interpretada de várias maneiras e todos os evangélicos concordassem sobre ela não existiriam tantas denominações diferentes. Portanto, é necessário que se respeitem os pensamentos espiritas, que usam a LÓGICA nas suas afirmações, e que não seja por tí julgado o vosso próximo para que não sejais julgados!!!

  3. 20 de agosto de 2015 às 7:46

    Ainda bem que ninguém aqui acredita que os judeus de hoje não creem em reencarnação, ao menos parte deles. Em geral, quem nos faz essa acusação é quem não leu a página de Sobre devidamente. Não foi o teu caso, né?

  4. Anônimo
    18 de agosto de 2015 às 17:12


    Pra quem defende que os judeus não acreditam na reencarnação, ou não a consideram como algo possível e inclusive que esteja na bíblia, veja o que diz o rabino nesta palestra e tirem suas próprias conclusões!

  5. 10 de março de 2015 às 20:47

    O próximo!

  6. Anônimo
    10 de março de 2015 às 17:44

    Provem que o ar não existe e acreditarei nessa balela toda, aqui não tem nada de ciência e sim uma pessoa que tem tempo de sobra para escrever um monte de besteira, que não produz nada de útil.

  7. Marcio
    17 de novembro de 2014 às 3:46

    Para a ciência eu pergunto quando finalmente vocês conseguiram provar que Deus não existe?
    Para os doutores da lei a indagação é outra, me expliquem melhor as histórias mitológicas se um povo, o povo hebreu, as divagações e contradições dos textos bíblicos e do evangelistas? Nos confortem com esclarecimentos menos fantasiosos!
    E por fim para os inimigos do espiritísmo palavras do mestre Jesus ” A casa dividida não sobrevive” sobre a acusação de que ele era o maioral dos demônios! Por que seria Deus tão rude e o diabo tão bom disseminando a ajuda ao próximo, perdão, compreensão, compaixão, auxílio…?

  8. 6 de setembro de 2014 às 15:32

    Será? Leia o artigo de Orígenes na seção de patrística. Nele, há uma opinião do “grande injustiçado pelo imperador Justiniano” sobre o episódio além de um relato de como andava a crença do judaísmo sobre o assunto no século III.

  9. Anônimo
    6 de setembro de 2014 às 15:11

    Gostei muito do que falaram os participantes espíritas e, gostaria de complementar seus comentários lembrando que, na ocasião em que João Batista foi interrogado pelos sacerdotes se ele era o profeta Elias, isso remete a todos os que se opõem à reencarnação, unanimente, à ideia de que João estava negando ser a “reencarnação de Elias” e, dessa forma, ao mesmo tempo em que eles negam a reeancarnação na bíblia, eles se contradizem quando entendem que João nega ser a “reencarnação” de Elias. Ora, se a reencarnação não fazia parte dos ensinamentos judaicos, como muitos preferem, então, joão não podia estar nem negando e nem afirmando ser Elias. Devemos lembrar também que, João nega ser profeta, Talvez seja pelo mesmo motivo que negou ser Elias. Um abraço a todos os participantes e ao criador do site.

  10. 2 de setembro de 2014 às 1:20

    o que rezam os pregadores espiritas é que pelo fato de poder vir como pobre, feia, deficiente ,sabe-se lá o que mais, a imperatriz decidiu abolir a reencarnação e o imperador assim o fez para satisfaze-la. essa é a versão mais recente que escuto dos evangelizadores , o que para mim desafia a inteligência de alguém que governa uma nação .mas (de novo)naquela época não havia uma outra forma dela alcançar o reino de Deus através da posição de poder que ocupava? ela não teria necessariamente que ir para o suplicio eterno caso não houvesse reencarnação.

    Vai te consumir tempo, mas leia meu estudo chamado “Contendas do Deserto”. Teodora nunca combateu a reencarnação, nem ela era crença disseminada no cristianismo do século VI. Aliás, por ocasião do V Concílio (553 d.C.) ela já estava morta.

  11. 30 de agosto de 2014 às 21:18

    não. são épocas diferentes. na idade media a corrupção tomou de forma descarada a igreja que se tornou a maior proprietária feudal daquele tempo, quando se podia comprar privilégios com Deus através da venda de indulgencias etc…… o que rezam os pregadores espiritas é que pelo fato de poder vir como pobre, feia, deficiente ,sabe-se lá o que mais, a imperatriz decidiu abolir a reencarnação e o imperador assim o fez para satisfaze-la. essa é a versão mais recente que escuto dos evangelizadores , o que para mim desafia a inteligência de alguém que governa uma nação .mas (de novo)naquela época não havia uma outra forma dela alcançar o reino de Deus através da posição de poder que ocupava? ela não teria necessariamente que ir para o suplicio eterno caso não houvesse reencarnação.

  12. 30 de agosto de 2014 às 10:47

    Posso retrucar a pergunta com outra: se as indulgências fossem vendidas, não haveria uma solução mais simples do que convocar um Concílio inteiro?

  13. 30 de agosto de 2014 às 2:29

    ”Ps: Segundo o dogma cristão ortodoxo ela iria para o inferno e lá ficaria eternamente, e aí?”.

    naquela época ela não já poderia comprar sua ‘salvação’ ,como na venda de indulgencias pela igreja da idade media?

    eu não tenho tempo nem condições para analisar tudo o que você coloca nesse blog , mas me deu algo a pensar sobre a forma como tenho seguido o espiritismo. acabamos por nos acomodar e esquecemos de analisar aquilo que acreditamos e a fé cega acaba se camuflando de fé raciocinada. a forma histórica e cientifica que você coloca eu acho interessante, mas com respeito ao espiritismo , publicações mais recentes trazem esclarecimentos que me agradam mais do que o pentateuco Kardequiano , que não deixou de ser influenciado por crenças da época ,como o Deus que pune o individuo.

  14. João
    25 de abril de 2014 às 14:07

    Agradeço pela preciosa informação.

  15. 25 de abril de 2014 às 10:37

    A crítica deste portal se centra no aspecto histórico da reencarnação. Quanto à reencarnação como fato, sugiro ler o artigo sobre Ian Stevenson

  16. João
    24 de abril de 2014 às 20:47

    Agradeço pela resposta, mas diante da mesma cada vez mais me convenço que querer revogar a lei da reencarnação é a mesma coisa que desejar revogar a lei da gravidade.
    Não importa se acreditemos ou não, faz parte das leis naturais, leis divinas.

  17. 23 de abril de 2014 às 17:45

    Caso fosse verdadeira a afirmativa de que ressuscitaremos com o mesmo corpo físico que temos hoje, num futuro que somente a Divindade Suprema poderia dizer, como ficaria então a situação dos homens primitivos que nos antecederam. Eles ressuscitariam com o mesmo corpo físico da época, com a mesma cultura e grau de conhecimento?

    Essa hipótese não existia há 2.000 anos. Simples assim.

    Os antigos astecas adoravam o Sol como uma divindade, embora ele não passe de uma gigantesca bomba de fusão de hidrogênio. O fato de sabermos isso hoje de forma alguma refuta a existência dos sacrifícios humanos que os astecas lhe ofereciam, por mais que o Sol não estivesse nem aí para isso.

    Da mesma forma, por mais que você ache a ressurreição problemática, de maneira alguma os primeiros cristãos creram menos nela por isso.

    E por mais que eu refute, sempre haverá espíritas a enxergar no cristianismo primitivo a sua própria imagem e semelhança, nem que para isso ocultem informações, pincem outras, distorçam, inventem.

  18. João
    23 de abril de 2014 às 13:08

    Caso fosse verdadeira a afirmativa de que ressuscitaremos com o mesmo corpo físico que temos hoje, num futuro que somente a Divindade Suprema poderia dizer, como ficaria então a situação dos homens primitivos que nos antecederam. Eles ressuscitariam com o mesmo corpo físico da época, com a mesma cultura e grau de conhecimento?
    Se assim fosse, Deus agiria com dois pesos e duas medidas, para uns o profundo conhecimento da ciência moderna, atual, e para outros o despertar na condição de homem das cavernas.

    Complementando meu raciocínio, como seria, no Juízo Final, o julgamento dos homens das cavernas? Teriam eles condições de serem penalizados por não cumprirem os 10 mandamentos e toda a Torá, se à época nada disso existia?

    Deus nos deu a inteligência para ser utilizada em prol da nossa evolução. Usemos sempre a lógica e o bom senso para analisar tudo que se nos apresenta para estudo. Como disse o apóstolo Paulo: “Tomem conhecimento de tudo e fiquem com o que é bom”.

    Com todo respeito aos que pensam contrariamente ao meu entendimento, sem a pretensão de chamar para mim a verdade. Importante que haja questionamentos.

    João

  19. 16 de abril de 2014 às 18:58

    Mais um que não cita até o versículo 55

  20. João
    16 de abril de 2014 às 18:55

    Sobre a crença na reencarnação do povo judeu, mais uma vez fazendo referência ao apóstolo Paulo.

    1Cor 15,44.50: “… é semeado corpo animal, mas ressuscita corpo espiritual. Se existe um corpo animal, também existe um corpo espiritual,… a carne e o sangue não poderão herdar o reino de Deus”.

    Semear o corpo animal é sepultar o corpo físico, ressuscitar o corpo espiritual, é a liberdade do espírito fora do físico que continua vivo com seu corpo perispiritual.

    Corpo animal e corpo espiritual: dois corpos distintos, um finito, limitado, sujeito a modificações (corpo material/físico), e outro imortal a que chamamos de espírito (quando encarnados chamam de alma).

    A carne e o sangue não herdam o reino dos céus: “a carne e o sangue simbolizam aqui, nos dizeres do apóstolo Paulo, o corpo físico”.

  21. 16 de abril de 2014 às 18:50

    Mais um que não leu Reencarnação x Ressurreição

  22. João
    16 de abril de 2014 às 18:20

    Como pode alguém em sã consciência crer que vamos para o céu com “tripas e tudo”, como diz Severino Celestino da Silva. Para que servirá o corpo físico que hoje nos abriga como espíritos em outro plano menos denso, onde não temos as necessidades daqui?

    Para aqueles que dizem crer tão somente no que está na Bíblia Sagrada, convido a ler o capítulo XV da 1a. Carta aos Corintios, do Ap. Paulo. O apóstolo dos gentios fala de forma muito clara sobre dois corpos, o espiritual e o animal.

  23. 4 de abril de 2014 às 10:56

    Recentemente quando e por quem, cara-pálida? Sinceramente, parece que não leu nenhum dos artigos daqui. Se tiver fôlego e tempo, sugiro “Contendas do Deserto”. Comentários assim me asseguram cada vez mais da importância deste portal.

    Ps: Segundo o dogma cristão ortodoxo ela iria para o inferno e lá ficaria eternamente, e aí?

  24. Leandro Baraldi
    3 de abril de 2014 às 17:53

    Recentemente descobriu-se que o imperador bizantino Justiniano tirou a palavra “reencarnação” da Bíblia a pedido de sua esposa Teodora, pois ela era pecadora e, segundo o dogma da reencarnação, teria que voltar para colher o que plantou, e ficou com medo da reencarnação.

  25. Bruno Queiroga
    19 de março de 2014 às 0:09

    Detalhe: Elias foi levado vivo para os céus. Então, como pode alguém falar de reencarnação de Elias? Boa noite.

  26. 6 de fevereiro de 2014 às 20:53

    JOÃO BATISTA, REENCARNAÇÃO DO PROFETA ELIAS,
    AS CINCO PROVAS CONFIRMADAS NA BÍBLIA

    1) Na profecia escrita pelo profeta Malaquias 4. 5 – eis que eu vos envio o profeta Elias, antes que venha o grandioso dia do Senhor (Antigo Testamento bíblico há 400 anos antes do Cristo);

    2) Na palavra do anjo Gabriel ao Sacerdote Zacarias, em aparição espiritual no Templo de Jerusalém, quando anunciou a gravidez da mulher de Zacarias: ” a tua oração foi ouvida, tua mulher dará a luz um filho e lhe porás o nome de JOÃO; porque será grande diante do Senhor, cheio de Espírito santificado desde o VENTRE materno, e converterá muitos filhos de Israel ao Senhor seu Deus, e irá adiante dele no ESPÍRITO E VIRTUDE DE ELIAS” (evangelho de Lucas 1. 5 – 19)

    3) NA PALAVRA DE JESUS quando deu um bom testemunho da missão de João Batista, chegando a engrandecer o nível intelectual de João, naquela época: “dos nascidos de mulher não apareceu ninguém maior que João”; depois Jesus revela confirmando a profecia de Malaquias 4. 5-6, do Antigo Testamento bíblico prevista há 400 anos passados: “Porque é este de quem está escrito. Eis que diante da tua face envio o meu mensageiro, que preparará diante de ti o teu caminho” – Evangelho de Mateus 11. 10

    4) Na palavra de Jesus ao reafirmar a profecia: “E, se quereis dar crédito, é este o ELIAS que havia de vir” (Mateus 11. 14), vide profecia de Malaquias 4. 5 “Eis que vos envio o profeta Elias”

    5) Na palavra de Jesus no Monte Tabor, após a transfiguração: “Mas digo-vos que Elias já retornou e não o reconheceram… ENTÂO OS DISCÍPULOS ENTENDERAM QUE JESUS LHES FALARA DE JOÃO BATISTA (Mateus 17. 13)

    Estas são expressões da verdade bíblica que testificam a volta do profeta Elias ao plano físico terrestre em nova reencarnação nos fluidos da vida humana, fato este que se confirmou na pessoa humana de João Batista.

    Aliás, a história nas escrituras que revela as provações do profeta Elias foi toda truncada pelas reformas religiosas que a Bíblia sofreu nas mãos dos doutores bíblicos precisamente para dificultar o sentido da imortalidade, da preexistência, e da reencarnação que este grandioso espírito foi submetido pela Providencia Divina a fim de servir de padrão para humanidade.

    Os doutores bíblicos apesar de todas as evidencias proféticas provando a reencarnação física de Elias em João Batista continuam sem reconhecer até os dias atuais, porque lhes falta discernimento espiritual: “olhos para ver e ouvidos para entender”

    http://vozqclamabr.blogspot.com.br/2013/11/o-profeta-elias-e-trasladado-para-outra.html

    http://vozqclamabr.blogspot.com.br/2013/12/joao-batista-reencarnacao-fisica-de.html

    http://vozqclamabr.blogspot.com/
    Intensivo de Difusão Espiritualidade Evangélica – IDE

  27. Anônimo 2
    12 de dezembro de 2013 às 13:03

    O motivação de alguém que se empenha ao estudo do espiritismo para refutá-lo se fundamenta na esperança de esclarecer, de resgatar do erro e de restaurar uma base válida (verdadeira) para o possível desenvolvimento.

    Alguém aje assim em sinceridade pois, supondo que, assim como ele o fez, os outros podem resolver as incongruências, dúvidas que ele mesmo teve a respeito e se dispos a investigar para evitar ter que se fundar em crenças mal alinhavadas.

    As fontes são muitas mais que a bíblia mas o ponto crítico da postura “cabeça aberta” é que não há reconciliação, no sentido de poder fazer reinterpretações, adendos e correções. Seria necessária a capacidade de liberdade para simplesmente abandoná-lo, seja colocando nada ou outro algo no lugar que antes ocupava.

    Ao meu ver o espiritismo é, ironicamente, apenas um materialismo transposto, uma invenção moderna que usa do aspecto moral sentimentalista religioso e socialista com uma base de justificação a partir de um cientificismo humanista evolucionista, profanamente atraído por um fenomenismo valorizado pelos sentidos e que é fundamentalmente oposto à idéia mesma de espírito, e que supoe finalmente que a personalidade do homem é o mesmo que sua essência perene. Enfim, só indica uma histórica involução de valeres, referenciais, visão e conhecimento metafísico, condizente com o estado desarmônico da moderna e desconectada civilização atual. Os fenômenos, correspondem ao direcionamento que se dá a consciência, em direção ao aparente e efêmero e não ao essencial.

  28. Antonio Augusto
    4 de outubro de 2013 às 0:43

    Curioso como alguém dedica tanto tempo e recursos pra combater o Espiritismo. Por outro lado isso me faz pensar que o Espiritismo deve estar correto, pois pra incomodar gente tão inteligente que escrever tão bem como o desse site pra falar mal só pode ser por que o Espiritismo provoca incômodo igualmente de altíssimo nível. Se ele fosse uma filosofia religiosa que falasse apenas bobagem, como milhares por ai, não atrairia gente tão boa pra ataca-lo. Obrigado amigo por nos mostrar que estamos no caminho certo pesquisando e adotando as revelações Espíritas.

  29. Abdala
    5 de agosto de 2013 às 11:58

    Por que será que o Espiritismo causa desconforto em algumas pessoas a ponto de se dedicarem a combatê-lo criando uma página com esse título ”
    falhas do Espiritismo”?

  30. Anônimo
    3 de abril de 2013 às 14:26

    Não tenho religião, pois são preceitos de homens, porém, acredito nos ensinamentos claros e puros do Messias e no Criador do universo. então, Quem inventou indulgência, purgatório e limbo. Sem comentário.

  31. Manoel/racional
    16 de dezembro de 2012 às 16:56

    Ola, gostei do seu artigo, contudo permita-me um pequeno ajuste por favor, devemos no lembrar que a reecarnaçao nao e e nunca foi como esta bem clara em toda literatura espirita um elemento exclusivo do estudo espirita, ou seja este e um campo de profundo estudo do ponto de vista nao somente filisofico e historico, mas acima de tudo antropologico, entao devemos deduzir que a codificaçao espitida apenas reuniu e istitucionalizou de forma didatica e cietifica sobre este fenomino que esta presente na humanidade desde o inicio, mas ainda e um estudo aberta a novas discursoes e critcas e claro senao nao seriamos espirtias . grato

  32. 30 de junho de 2012 às 11:36

    E se o cérebro cair?

  33. Anônimo
    29 de junho de 2012 às 20:55

    Abra mais sua cabeça…..

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: