Início > Sem categoria > Inacabados

Inacabados

sagrada familia

Igreja da Sagrada Família, em Barcelona, Espanha. Até o presente momento (2015), o mais belo canteiro de obras do mundo.

Se uma construção não é dada como pronta até que o último andaime seja retirado, então nunca vou acabar nada, pois de tempos em tempos reviso o que escrevi e aparo arestas. Isso faz do trabalho e o que não falta no mercado são livros com diversas edições que revisam e ampliam as anteriores. O problema é quando juntam-se a isso vários projetos paralelos. Resultado: não se acaba nada. Pelo menos tenho uns seis trabalhos na fila ainda:

  • Um estudo sobre a evolução do Espírito Santo no cristianismo primitivo (concluídas as cartas paulinas e adicionada uma análise de Hb 9:27);
  • Uma revisão e expansão de A Preposição da Discórdia. Falta um capítulo com o toque final;
  • A transformação de Elias de ex-tutor e rival em um precursor de Cristo;
  • Algumas observações sobre o pré-existencialista Filo de Alexandria;
  • Fazer um inventário das citações bíblicas contidas no ESE. Os dados até estão à mão, ofertados pela FEB, por isso acabo procrastinando;
  • Discorrer acerca das origens do batismo cristão e o esforço da ortodoxia kardecista em desqualificá-lo como fraude de uma tradução enviesada;
  • Dar uma resposta sincera a uma singela dúvida de um leitor (e a mim mesmo).

Isso não quer dizer que esteja eu parado, apenas que outras prioridades surgiram no mundo real. Pelo menos a página de “Sobre” progrediu um bocado e o primeiro artigo está bem avançado. Não tenho compromisso em terminar rápido, até porque sei que os últimos 10% de cada trabalho consumirão tanto ou mais que os primeiros 90%.

Vim apenas dizer que ainda estou “encarnado”.

Categorias:Sem categoria
  1. Robson
    14 de maio de 2016 às 17:45

    Queria te parabenizar pelo site. Sou espírita, de frequentar, participar dos trabalhos e tal. Alimento desde sempre as mesmas dúvidas que te fizeram fundar o site. Vivo com meio cético (se é que é possível), e também questiono bastante. Há muito coisa estranha na doutrina, que se diz racional. Aquele papo de habitações em Júpiter é um horror pra começo de conversa. Mas no fim das contas fico com o meu próprio argumento da Aposta de Pascal. – e se grande parte for verdade, e eu ter desperdiçado um vida de riqueza espiritual com tanta discussão? E ai fico no meu ceticismo próprio.

    Bom, de qualquer maneira, meus parabéns.Adoro seu blog, e sempre que posso, passo aqui.

    Abraços

    Robson

  2. 12 de janeiro de 2016 às 7:14

    Sinto cheiro de troll à distância…

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: